ENM lança Guia de Cursos Semestral 2018 e abre inscrições

Typography

A Escola Nacional da Magistratura (ENM), da AMB, lança o guia dos cursos a serem promovidos até julho. Este ano o livreto terá apenas a versão online e serão duas publicações durante 2018: uma por semestre. Além de lançar o Guia de Cursos Semestral 2018, a ENM abriu as inscrições para as capacitações. Os interessados devem acessar aqui.

Com certificação da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) e da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados do Trabalho (Enamat), em alguns cursos, as capacitações serão à distância e presenciais, não somente em Brasília, como também em diversos estados, a exemplo do Ceará, Espírito Santo, Paraíba e Rio de Janeiro.

Ao total serão oferecidos 25 eventos, dentre os quais 14 cursos neste primeiro semestre, em diversas áreas de conhecimento, sendo dez presenciais, entre os quais dois no exterior, e quatro EaD (Educação a Distância).

São temas das capacitações: cibercrimes, improbidade administrativa, novo Código de Processo Civil (CPC), Marco Civil, entre outros. “Além disso, teremos várias frentes de cursos afins, como Direito e Cinema, com discursões e debates com especialistas sobre filmes previamente apresentados; Cultura, Memória e Justiça nos Museus do Judiciário do Brasil e do mundo, com apresentações em vídeos mensais do acervo existente de objetos, mobiliários e da arquitetura, que registra a passagem do tempo no Poder Judiciário; e, ainda, Justiça e Arte – Análise iconográfica, simbólica e histórica da Deusa da Justiça, por meio das principais pinturas existentes nos museus do mundo”, informa o diretor-presidente da Escola, Marcelo Piragibe.

Guia

O dirigente da ENM explica “que, como a demanda por novas disciplinas e temas ocorre com dinamismo, resolvemos manter o Guia da ENM somente no formato virtual no site da Escola, mas com periodicidade semestral. Assim, o associado pode se programar com antecedência, e, ao mesmo tempo, possibilita maior flexibilização para inserção de novas matérias que se fizerem necessárias”.

Marcelo Piragibe adianta, também, que está em fase de implantação a plataforma na internet, que contemplará amplo material para auxiliar o magistrado, como livros digitalizados, aulas gravadas e banco de sentenças.

Fonte: AMB